OS DESEJOS DO CORAÇÃO E A VONTADE DE DEUS | Ministério Graça sobre Graça

 

  OS DESEJOS DO CORAÇÃO E A VONTADE DE DEUS

OS DESEJOS DO CORAÇÃO E A VONTADE DE DEUS

Por Cristiano França

 

"Deleita-te também no Senhor, e Ele TE CONCEDERÁ os desejos do teu coração." (Salmos 37:4)

 

Acredito que uma das coisas que movem o nosso viver e nos fazem desejar o amanhã é o anseio que temos, enquanto humanos, de realizarmos aquilo que sonhamos nesta vida. É muito importante e saudável, portanto, que os filhos de Deus cultivem este fator essencial para a nossa evolução que é o ato de desejar. E, claro, almejando sempre o melhor para si mesmo e para aqueles que estão ao redor.

 

É muito bom sabermos que Deus, segundo a Sua vontade, está disposto a nos satisfazer. Não há dúvidas que Ele quer a nossa alegria:

 

“Até agora nada pedistes em meu nome; pedi, e recebereis, para que a vossa alegria seja completa.” (João 16:24)

 

É importante frisar que nós não somos partidários da famigerada “Teologia da Prosperidade”. Não ensinamos a busca pura e simples pela prosperidade financeira, pois não é esta a essência do Evangelho. Aliás, esta busca desenfreada por bens materiais é mais uma das artimanhas criadas por este sistema religioso deturpado a fim de enganar e aprisionar as pessoas ao desejo puramente carnal de enriquecimento material, as ensinando a viver apenas em busca realizar todos seus desejos sem levarem em conta a soberania do Altíssimo.

 

Voltando ao tema central do texto, apesar de não termos como prioridade a busca pela prosperidade financeira, é importante sabermos que os desejos dos nossos corações podem ser realizados e que isto faz parte dos planos de Deus para nós. Como vimos no versículo citado no início, o Senhor nos chama a nos deleitarmos nele. Eu, particularmente, entendo isto como um chamado ao descanso. Deleitar-se no Senhor, agradar-se dEle é — por que não? — descansar em Seus braços. E quando fazemos isto, o Senhor garante: Ele estabelecerá o que a nossa alma deseja.

 

Neste caso, existe uma importantíssima variável que deve sempre ser levada em conta: A VONTADE DE DEUS. Todo o contexto bíblico deixa claro que tudo passa pela vontade do Eterno. Seja a Sua “vontade ativa” (onde Deus age diretamente nas circunstâncias) ou a “vontade permissiva” (onde Deus simplesmente permite que as coisas aconteçam). O fato é que muitas vezes temos desejos em nosso coração que vão contra os desígnios de Deus. Daí, precisamos ser guiados pelo Espírito para que entendamos quando isto acontece. Eu já tive experiências de desejos não realizados, apesar do meu descanso no Senhor. Por ser guiado pelo Espírito, na época percebi (algum tempo depois do acontecido) que meus desejos não haviam sido realizados porque, por algum motivo, eles iam contra o que Deus tinha reservado para mim. E o Senhor usou as próprias circunstâncias posteriores para me fazer entender isto. Enfim, devemos ficar atentos a este importante ponto.

 

Outro fator fundamental na questão dos desejos do coração é o pedir. No segundo versículo citado neste texto, Jesus disse: “Até agora, nada pedistes em meu nome!”. Pedir a Deus deve fazer parte de nosso cotidiano. O apóstolo Paulo fala da importância do ato de PEDIR para a realização de nossos desejos:

 

“Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam OS VOSSOS PEDIDOS conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças.” (Filipenses 4:6)

 

Pedir a Deus é uma atitude de Fé. E Ele, dentro de Sua vontade, sempre honra a nossa fé e nossos pedidos.

 

Em suma, os passos para realizarmos os desejos do coração são:

 

1) ATIVAR A FÉ (que vem à tona por ouvir a Palavra – Romanos 10:17)

 

2) PEDIR, AGRADECER E NÃO ANDAR ANSIOSO (João 16:24; Filipenses 4:6).

 

3) LEVAR EM CONTA A VONTADE DE DEUS (Isaías 46:10).

 

4) DESCANSAR NO SENHOR (Salmos 37:4).

 

Vale a pena crermos em Deus e seguirmos estes passos para realizarmos nossos desejos e termos as nossas alegrias satisfeitas.

 

Cientes da importância da vontade do Pai, devemos sempre sonhar. Como já disse, o desejo de realizar as coisas é que nos move a vida! Nosso Pai ama a prosperidade dos Seus filhos (Salmos 35:27) e, segundo Seu querer, Ele sempre cumpre os desejos de nossas almas:

 

“Ele cumprirá o desejo dos que O temem...” (Salmos 145:19).

 




Voltar