NÃO SE APEGUE ÀS COISAS TERRENAS | Ministério Graça sobre Graça

 

  NÃO SE APEGUE ÀS COISAS TERRENAS

NÃO SE APEGUE ÀS COISAS TERRENAS

Por Cristiano França

(Instagram: cfeleito)

 

“Não atentando nós nas coisas que se veem, mas sim nas que não se veem; porque as que se veem são temporais, enquanto as que não se veem são eternas.” (2ª Coríntios 4:18)

 

Cada ser humano possui sonhos que deseja realizar ou, no mínimo, desejos que, por mais simples que sejam, são importantes para que a vida siga seu caminho e traga satisfação. A grande maioria desses sonhos e desejos é composta pelo almejo de bens materiais e por objetivos que só têm relação com esta vida terrena. Muitos, por exemplo, sonham em adquirir um carro novo, a casa própria, fazer um curso, concluir uma faculdade, conseguir um bom casamento, fazer uma viagem etc. e tudo isso é realmente muito bom, pois quando conseguimos alcançar tais objetivos a vida ganha um bom sabor e fica menos difícil de ser vivida. O grande problema dessas coisas terrenas, no entanto, é quando o ser humano as valoriza excessivamente — e a esmagadora maioria das pessoas age exatamente desta maneira; muitas, inclusive, são levadas a viver assim pelo sistema religioso com sua visão distorcida e materialista a respeito do Reino de Deus e Suas bênçãos.

 

É evidente que, do ponto de vista bíblico, não há problema algum em termos sonhos e desejos. Ao contrário! Até porque, como já dissemos, eles, até certo ponto, dão um brilho à vida terrena. Basta vermos esta passagem de Jesus para constatarmos a importância da realização de sonhos e desejos terrenos:

 

“Até agora vocês não pediram nada em meu nome. Peçam e receberão, para que a alegria de vocês seja completa.” (João 16:24 — NVI)

 

apego excessivo aos sonhos, desejos e bens materiais, estejam eles já conquistados ou não, é o que faz as pessoas se afastarem do caminho que Deus indicou em Sua Palavra para a vida de Seus eleitos. Por isso é importante termos em mente que tudo nos é lícito, mas não podemos ser dominados por nada.

 

“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas; mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas.” (1ª Coríntios 6:12)

 

Quando alguém valoriza em excesso alguma coisa terrena torna-se dominado pelo que é visível e isto, sem dúvidas, é obra da carne. Nós não podemos estar embaraçados (isto é, envolvidos e apegados demais) com as coisas desta vida:

 

“Nenhum soldado em serviço se embaraça com negócios desta vida, a fim de agradar Àquele que o alistou para a guerra.” (2ª Timóteo 2:4)

 

Muitos, por exemplo, se apegam ao dinheiro, aos seus carros, aos seus instrumentos musicais, às suas casas, aos seus empregos ou negócios próprios e, até mesmo, a pessoas, a ponto de terem ciúmes! Este tipo de pensamento não provém do Espírito que habita em nós; logo, toda esta estima ao que é visível é contrária à direção do Eterno para nós. Por causa disso, inclusive, que surgem muitas brigas e contendas que trazem más consequências a casamentos e amizades mundo afora.

 

O conselho espiritual para sua vida nesta questão é: sonhe sim, tenha desejos, peça a Deus as condições para realizá-los e busque fazer o que lhe cabe para que se manifestem. Contudo, jamais se apegue às coisas terrenas e passageiras, pois o desejo do Pai é que nós estejamos apegados verdadeiramente ao que é invisível, isto é, ao que é espiritual e eterno:

 

“Se, pois, fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra.” (Colossenses 3:1-2)







Voltar