NÃO SE APEGUE ÀS COISAS TERRENAS | Ministério Graça sobre Graça

 

  NÃO SE APEGUE ÀS COISAS TERRENAS

NÃO SE APEGUE ÀS COISAS TERRENAS

Por Cristiano França

 

“Não atentando nós nas coisas que se veem, mas sim nas que não se veem; porque as que se veem são temporais, enquanto as que não se veem são eternas.” (2ª Coríntios 4:18)

 

Todo ser humano possui sonhos que deseja realizar ou, no mínimo, desejos que, por mais simples que sejam, são importantes para que a vida siga seu caminho e traga satisfação. A grande maioria desses sonhos e desejos é composta pelo almejo de bens materiais e por objetivos que só têm relação com esta vida terrena. Muitos, por exemplo, sonham em adquirir um carro novo, a casa própria, fazer um curso, concluir uma faculdade, conseguir um bom casamento, fazer uma viagem etc., e tudo isto é realmente muito bom, pois quando conseguimos alcançar tais objetivos a vida ganha um bom sabor e fica menos difícil de ser vivida. O grande problema destas coisas terrenas, no entanto, é quando o ser humano as valoriza excessivamente — e a esmagadora maioria das pessoas age exatamente desta maneira; muitas, inclusive, são levadas a viver assim pelo sistema religioso com sua visão distorcida e materialista do Reino de Deus e de Suas bênçãos.

 

É evidente que, do ponto de vista bíblico, não há problema algum em termos sonhos e desejos. Ao contrário! Até porque, como já dissemos, eles, até certo ponto, dão um brilho à vida terrena. Basta vermos esta passagem de Jesus para constatarmos a importância da realização de sonhos e desejos terrenos:

 

“Até agora vocês não pediram nada em meu nome. Peçam e receberão, para que a alegria de vocês seja completa.” (João 16:24 — NVI)

 

APEGO EXCESSIVO aos sonhos, desejos e bens terrenos, estejam eles já conquistados ou não, é o que faz as pessoas se afastarem do caminho que Deus indicou em Sua Palavra para a vida de Seus eleitos. Por isso é importante termos em mente que tudo nos é lícito, mas não podemos ser dominados por nada.

 

“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas; mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas.” (1ª Coríntios 6:12)

 

Quando alguém valoriza em excesso alguma coisa terrena, esta pessoa está dominada pelo que é visível e isto, sem dúvidas, é obra da carne. Nós não podemos estar embaraçados (isto é, envolvidos e apegados demais) com as coisas desta vida:

 

“Nenhum soldado em serviço se embaraça com negócios desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra.” (2ª Timóteo 2:4)

 

Muitos, por exemplo, se apegam demais aos seus carros, aos seus instrumentos musicais, às suas casas, aos seus empregos ou negócios próprios e, até mesmo, a pessoas, a ponto de terem ciúmes, e este tipo de pensamento não provém do Espírito que habita em nós; logo, toda esta estima excessiva ao que é visível é contrária à direção do Eterno para nós. Por causa disso, inclusive, que surgem muitas brigas e contendas que trazem más consequências a casamentos e amizades mundo afora.

 

O conselho espiritual para sua vida nesta questão é: sonhe sim, tenha desejos, peça a Deus as condições para realizá-los e busque fazer o que lhe cabe para que se manifestem. Contudo, jamais se apegue às coisas terrenas e passageiras, pois o desejo do Pai é que nós estejamos apegados verdadeiramente ao que é invisível, isto é, ao que é espiritual e eterno:

 

“Se, pois, fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra.” (Colossenses 3:1-2)

 

 

 




Voltar