INDÍCIOS BÍBLICOS DE QUE O “LIVRE-ARBÍTRIO” É UMA MENTIRA | Ministério Graça sobre Graça

 

  INDÍCIOS BÍBLICOS DE QUE O “LIVRE-ARBÍTRIO” É UMA MENTIRA

INDÍCIOS BÍBLICOS DE QUE O “LIVRE-ARBÍTRIO” É UMA MENTIRA

Por Cristiano França

(Instagram: cfeleito)

 

Inicio com uma pergunta muito simples: você pôde escolher ser filho de seus pais? Obviamente, não. Sendo assim, por que a religião insiste em afirmar que a escolha de sermos ou não filhos de Deus (e consequentemente sermos ou não salvos sempre salvos) se dá por nosso próprio desígnio, através de um suposto “livre-arbítrio”?

 

A palavra “livre-arbítrio” não é encontrada na Bíblia, muito menos o seu conceito. O que podemos ver nos textos bíblicos é que o ser humano tem o que eu, particularmente, chamo de “arbítrio relativo”, isto é, nós temos certo arbítrio para as escolhas pontuais desta vida terrena, ou seja, escolhemos as sementes que plantamos e colhemos aqui (Gálatas 6:7), mas este arbítrio terreno não é livre, pois estamos condicionados à vontade da carne (Romanos 7:19). Deste modo, se nem o arbítrio para as escolhas da vida terrena é totalmente livre, muito menos teríamos o poder de escolher a nossa paternidade e posição espiritual.  

 

Seguem abaixo algumas evidências bíblicas que provam que o famigerado “livre-arbítrio” para escolher ser filho de Deus e o tal “aceitar a Jesus” são mitos, tradições humanas, altivez e um insulto à Soberania do Eterno.

 

1) Lucas 10:22

 

“Ninguém sabe quem é o Filho… Senão aquele a quem o Filho quiser revelar.

 

2) João 5:21

 

“Assim também o Filho vivifica a quem Ele quer.

 

3) João 6:44

 

“Ninguém pode vir a Mim se o Pai que me enviou não o trouxer.

 

4) João 6:65

 

“Ninguém poderá vir a Mim, se pelo Pai não lhe for concedido.

 

5) João 15:16

 

“Não fostes vós que Me escolhestes; pelo contrário, Eu vos escolhi a vós”.

 

6) Atos 13:48

 

“E creram todos os que haviam sido destinados para a vida eterna”.

 

7) Atos 16:14

 

“Lídia estava ouvindo e Deus lhe abriu o coração para crer”.

 

8) Romanos 3:10-11

 

“Não há um justo, (…) não há quem entenda, não há quem busque a Deus.

 

9) Romanos 8:7

 

“Por isso a vontade da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito a lei de Deus, nem mesmo pode estar”.

 

10) Romanos 8:29

 

“Aos que de antemão conheceu, também os predestinou…”

 

11) Romanos 9:11

 

“Não eram os gêmeos nascidos nem tinham praticado o bem ou o mal para que o propósito de Deus, quanto à eleição, prevalecesse; não por obras, mas por aquele que chama”.

 

12) Romanos 9:16

 

“Isto (a eleição) não depende de quem quer ou de quem corre, mas de Deus que usa de misericórdia”.

 

13) Romanos 10:20

 

“Fui achado pelos que não Me procuravam, revelei-Me aos que não perguntavam por Mim”.

 

Em suma: a doutrina que afirma a existência do “livre-arbítrio” não tem qualquer fundamento bíblico, ao contrário da Soberania de Deus sobre a Sua criação que é uma ideia totalmente clara e muito bem embasada.

 

O Eterno já nos abençoou!

 







Voltar