ABRAÃO: UM GRANDE EXEMPLO DE FÉ | Ministério Graça sobre Graça

 

  ABRAÃO: UM GRANDE EXEMPLO DE FÉ

ABRAÃO: UM GRANDE EXEMPLO DE FÉ

Por Cristiano França

(Instagram: @cfeleito)

 

“Porque no Evangelho é revelada a justiça de Deus, uma justiça que do princípio ao fim é pela fé; como está escrito: O justo viverá pela fé.”  (Romanos 1:17 – NVI)

 

Uma das coisas mais importantes que as ovelhas de Cristo mundo afora precisam conhecer e entender é o chamado que todos nós temos neste Novo Pacto para vivermos apenas pela Fé. E o primeiro ponto a ser observado para que isto se torne uma realidade em nossas vidas é que a Fé não tem NADA a ver com a Lei:

 

“Ora, a lei não é da fé; mas o homem que fizer estas coisas, por elas viverá.” (Gálatas 3:12)

 

Muitos pensam que praticar as obras da Lei é um sinal de que a pessoa tem uma Fé ativada. Porém, o raciocínio correto é exatamente o contrário deste pensamento. Já ouvi certa vez de uma pessoa que vivia em obras da Lei o seguinte: “É preciso ter muita Fé para jejuar, para subir ao monte etc.”. A partir deste tipo de conceito, podemos concluir que a ideia do povo de Deus em geral é que a Fé nos leva a ter forças para praticar obras sacrificiais legalistas. Este pensamento é extremamente lamentável, pois a Fé, na verdade, nos livra deste tipo de obras e cerimônias oriundas do Antigo Pacto. Se observarmos o discurso de Paulo, veremos que ele considerava Abraão o pai não dos que são da Lei (os judeus), mas, sim, dos que são da Fé — ou seja, pai daqueles que não vivem debaixo da Lei (tanto judeus, quanto gentios):

 

“Estejam certos, portanto, de que os que são da féESTES é que são filhos de Abraão.” (Gálatas 3:7 – NVI)

 

Talvez você possa estar se perguntando por que Abraão é um dos maiores exemplos de Fé que temos — certamente o maior depois de Jesus de Nazaré. Bem, a primeira observação que precisamos ter em mente é que Abraão viveu antes da Antiga Aliança (o que comprova claramente que não precisamos da Lei para termos a Fé ativada). Em segundo lugar, a Fé de Abraão o fez jamais duvidar de Deus e seguir fielmente as diretrizes do Altíssimo.

 

1) Pela Fé, Abraão saiu de sua terra sem nem mesmo questionar a direção que recebeu do Senhor:

 

“Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei. E farte-ei uma grande nação, e abençoarte-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção. (…) Assim partiu Abrão como o Senhor lhe tinha dito…” (Gênesis 12:1-4)

 

2) Pela Fé, Abraão esperou vinte e cinco anos pela manifestação da bênção de Deus em sua vida e, com perseverança, alcançou a vitória do nascimento de Isaque, seu filho com Sara — o filho da promessa:

 

“E assim, esperando com paciência, alcançou a promessa.” (Hebreus 6:15)

 

3) Pela Fé, por confiar plenamente na provisão de Deus, Abraão levou seu filho para ser morto por suas próprias mãos em sacrifício a Deus; o mesmo descendente que o Eterno havia lhe dado por promessa:

 

“Pela fé ofereceu Abraão a Isaque, quando foi provado; sim, aquele que recebera as promessas ofereceu o seu unigênito.” (Hebreus 11:17 — confira detalhes desta história em Gênesis 22:1-19).

 

É nesta Fé que devemos nos espelhar! Precisamos crer como nosso pai na Fé creu. Somente assim, crendo contra a esperança (Romanos 4:18), alcançaremos a manifestação das bênçãos que já são nossas em Cristo Jesus.

 

Deus já nos abençoou!

 




Voltar