A GRAÇA DE DEUS E A VALORIZAÇÃO DA PALAVRA | Ministério Graça sobre Graça

 

  A GRAÇA DE DEUS E A VALORIZAÇÃO DA PALAVRA

A GRAÇA DE DEUS E A VALORIZAÇÃO DA PALAVRA

Por Cristiano França

(Instagram: @cfeleito)

 

“Mas que diz? A Palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a Palavra da fé, que pregamos.” (Romanos 10:8)

 

Depois que conheci o Evangelho da Graça pude perceber o quanto a Palavra de Deus é desvalorizada nos meios que se denominam cristãos. Mesmo nos ambientes mais tradicionais, onde aparentemente o estudo da Palavra é levado a sério (muitas denominações, inclusive, possuem as chamadas Escolas Bíblicas Dominicais ou Sabatinas), o fato é que não existe um real aprofundamento no conhecimento dos escritos bíblicos. Eu, com o conhecimento que possuo hoje, posso afirmar que nos quase vinte anos em que convivi com o tradicionalismo o conteúdo proposto para os ensinos ministrados nunca foi profundo em relação às verdades desta Nova Aliança. E vale frisar que durante muitos anos fui professor de Escolas Bíblicas, o que me coloca em condições de concluir claramente este fato.

 

Certa vez, a convite de um amigo à época, fui visitar uma denominação dessas que valorizam a famigerada “Teologia da Prosperidade” e a prática de “campanhas” para a conquista de sonhos e bens materiais. Nesta época eu estava começando a trilhar os caminhos do conhecimento da Graça e o meu senso crítico já estava bastante aguçado. Durante a tal reunião pude verificar que o “pastor” em momento algum abriu a Bíblia e leu um versículo sequer. Lembro-me de ter saído indignado do “culto”, pois o homem à frente da reunião só falou da campanha do dia e, claro, dos dízimos. Um verdadeiro absurdo.

 

Lamentavelmente, situações como a que acabei relatar são bem mais comuns do que pensamos. É evidente que muitos negligenciam o aprofundamento na Palavra apenas por falta de revelação, porque aprenderam errado e deste modo ensinam. Ou seja, são pessoas muitas vezes até bem-intencionadas, mas que ainda não tiveram a oportunidade de conhecer o genuíno Evangelho de Cristo. Porém, muitos outros negligenciam conscientemente, pois não querem mesmo que seus ganhos financeiros venham a declinar com o despertamento do povo.

 

Uma das grandes mudanças que a revelação da Mensagem da Graça traz à tona na vida de quem alcança este privilégio é exatamente a extrema valorização da Palavra de Deus. Isto ocorre, porque por meio do entendimento da Graça aprendemos que não precisamos de cerimonialismos, leis, mandamentos etc. Com isso, uma vez que já entendemos que não mais precisamos de jejuns e demais sacrifícios para servir a Deus, não comemos “Santa Ceia”, não guardamos sábados, enfim, não precisamos de nada que se refere às obras da Lei em geral, o que nos resta para servirmos a Deus — felizmente! — é buscarmos nos aprofundar e valorizar mais e mais o estudo de Sua Eterna Palavra. Isto é servir a Deus com o entendimento:

 

“Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus…” (Romanos 7:25)

 

O apóstolo dos gentios, mesmo com todo o conhecimento que possuía, nunca desprezou o estudo da Palavra:

 

“Quando vieres traze a capa que deixei em Trôade, em casa de Carpo, e os livros, especialmente os pergaminhos.” (2ª Timóteo 4:13)

 

Como imitadores de Paulo que somos (1ª Coríntios 4:16), também buscamos crescer e evoluir no que se refere ao conhecimento de Deus. Enquanto muitos se preocupam mais em obter bens materiais e em praticar obras legalistas e sacrificiais, nós em Graça buscamos sempre ter mais contato com o conhecimento da Palavra do Senhor:

 

“Pois misericórdia quero, e não sacrifícios; e o conhecimento de Deus, mais do que os holocaustos.” (Oséias 6:6)

 

Em suma: a Palavra do Pai é a luz de nossa caminhada nesta vida:

 

“Lâmpada para os meus pés é a Tua Palavra, e Luz para o meu caminho.” (Salmos 119:105)

 

*Somos ABENÇOADOS com todas as bênçãos!*

 




Voltar