A GENUÍNA PROSPERIDADE ORIUNDA DA GRAÇA | Ministério Graça sobre Graça

 

  A GENUÍNA PROSPERIDADE ORIUNDA DA GRAÇA

A GENUÍNA PROSPERIDADE ORIUNDA DA GRAÇA

Por Cristiano França

(Instagram: cfeleito)

 

“Cantem e alegrem-se os que amam a minha justiça, e digam continuamente: o Senhor seja engrandecido, o qual ama a prosperidade do seu servo.” (Salmos 35:27)

 

Infelizmente vivemos em um mundo de extremo materialismo. E este tipo de mentalidade já contaminou até a vida da esmagadora maioria dos membros da Igreja de Cristo, de modo que o que mais vemos hoje em dia nas congregações mundo afora é a supervalorização do material em detrimento do espiritual.

 

É extremamente triste observarmos que poucos eleitos de Deus se interessam realmente pelo estudo da Palavra, por crescerem na Graça e no conhecimento, por servirem em espírito e em verdade, enfim. Por outro lado, quando uma denominação religiosa chama as pessoas para fazerem uma “campanha” ou “corrente” para a aquisição de “prosperidade”, de cura física, de “milagres urgentes”, entre outros, os salões dessas denominações lotam da noite para o dia de pessoas (claro, são portas largas! — Mateus 7:13) se dizendo “servas do Altíssimo”, mas que, na verdade, estão servindo a Mamom*.

 

É evidente que não sou contra as ovelhas buscarem melhorias para as suas vidas, o crescimento de suas condições financeiras, a realização de seus sonhos etc. Ao contrário! Sempre as incentivei e procurei mostrar os caminhos bíblicos para que tais realizações se manifestem. Porém, o que defendo é que estes tipos de investidas materiais, mesmo tendo a direção da Palavra, devem ser secundários em nossas vidas. Na verdade, tais desejos não devem sequer ter relação direta com a nossa vida espiritual e nossa posição no Reino de Deus. Em outras palavras, a nossa vida espiritual não deve estar baseada na busca pelo que é material. A Palavra é muito clara sobre isto:

 

“Se, pois, fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra.” (Colossenses 3:1-2)

 

Poucas coisas são tão claras na Bíblia! Enfim, o correto é que as bênçãos materiais que venham a se manifestar sejam apenas consequências do que aprendemos com a Revelação dada pelo Pai.

 

O que as ovelhas de Cristo espalhadas pelo mundo precisam compreender de uma vez por todas é que a verdadeira prosperidade não é a conta bancária recheada, não é o carro zero ou as posses de luxo; a genuína riqueza é o entendimento da verdadeira Palavra da Graça de Deus em nossa mente:

 

“Sempre dou graças a Deus por vós, pela graça de Deus que vos foi dada em Cristo Jesus; porque em tudo fostes enriquecidos nele, em toda Palavra e em todo conhecimento.” (1ª Coríntios 1:4-5).

 

Muitas são as denominações religiosas que se consideram prósperas porque possuem “templos” luxuosos, congregações espalhadas pelo Brasil e até pelo mundo, milhares (até milhões) de membros etc. Porém, biblicamente, não há qualquer prosperidade genuína em seus âmagos, pois, apesar de todo luxo e o poder financeiro, tais entidades (algumas até dizem pregar o Evangelho da Graça) não têm o enriquecimento em seus entendimentos; seus membros não servem em espírito e em verdade ao Senhor, pois estão debaixo da Lei e, como consequência, não estão angariando o eterno Tesouro no Céu (Galardão), têm medo de perder a Salvação eterna, pois são enganadas por seus “bispos”, “apóstolos” e “pastores”, só são consideradas membros do Corpo de Cristo se forem fiéis “dizimistas”, entre outras maldições.

 

Pela misericórdia de Deus em Graça somos ricos da verdadeira riqueza e prósperos da genuína prosperidade. Por isso somos gratos a Ele todos os dias!

 

------------------------------

*Mamom: transliteração de uma palavra do aramaico que significa literalmente “riquezas”, “dinheiro”, “posses”.

------------------------------

 

Deus já nos abençoou!




Voltar